Presidente do BC critica criação de imposto sobre emissão de carbono

Durante o Congresso Mercado Global de Carbono – Descarbonização & Investimentos Verdes, que acontece nesta quarta-feira (18/5) e vai até sexta-feira (20), no Rio de Janeiro, o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, criticou o imposto sobre a emissão de carbono.
 
"Escuto muito falar no imposto de carbono, em alguns casos parece justificável, mas nós acreditamos que o preço de mercado é sempre o melhor alocador de recursos na economia", declarou.
 
Ele anunciou que pretende fazer grupo com intuito de criar regras para que o mercado de carbono se desenvolva.
 
"Queremos fazer um grupo para pensar quais serão as regras que vamos desenhar para que o mercado de carbono se desenvolva", disse. Segundo o presidente do BC, a transição para a economia verde não é mais só um tema de energia, mas de fluxos de investimento no mundo.
 
De acordo com Campos Neto, também, vários governos estão fazendo medidas isoladas, com pouca coordenação e pouca lógica de mercado. "Acho que, ao mesmo tempo, precisamos produzir segurança alimentar e energética com menos carbono. A saída é organização com mercado, com preço e alocação de recursos eficiente", afirmou.
 
Fonte: DiarioDePernabuco | 18/05/2022